Notícias Internacionais

O espaço, mantido pela igreja, abre portas para a mensagem adventista numa região com um forte preconceito contra os cristãos.

Na cidade finlandesa de Kuusamo, a apenas 60 quilómetros do Círculo Ártico, um restaurante vegetariano, mantido pela Igreja Adventista, tem feito sucesso. Surpreendentemente, o estabelecimento, implantado no mesmo espaço em que funciona o templo, tornou-se um dos mais populares numa região em que a carne é considerada um item indispensável no cardápio. Recentemente, um jornal local considerou “um milagre” o fato de o restaurante Karpalo (“Arando”, em português) ter sobrevivido numa cultura tão carnívora.

O projeto começou em 2013, quando Paavo Hautala, o pastor local, desafiou a sua congregação com a proposta. Alguns anos antes ele tinha passado por uma mudança radical. Com a saúde bastante fragilizada, o pastor decidiu mudar completamente a sua dieta, tornando-se vegetariano. Os resultados positivos da atitude dele impressionaram os médicos. Essa experiência estimulou-o a pensar em meios que pudessem levar outras pessoas da sua comunidade a também adotar um estilo de vida mais saudável.

Três anos depois de o projeto sair do papel, a iniciativa tornou-se não apenas conhecida, mas ajudou a quebrar barreiras culturais que impediam a propagação do evangelho numa região em que os cristãos são alvo de preconceito.

O pastor Hautala não tem dúvidas de que projetos como o do restaurante são meios usados por Deus para abrir portas para o evangelho especialmente nas regiões mais secularizadas. Como ele conta, muitos finlandeses influentes frequentam o estabelecimento. Com frequência, o pastor ora com os clientes. “Um professor idoso que frequentou o local, mas que costumava criticar fortemente a Igreja Adventista, agora doa dinheiro para a ADRA. Ele também já informou que leu o livro História da Redenção e outras obras da escritora Ellen White. Além disso, afirmou que está cogitando deixar a sua propriedade à obra missionária da igreja”, relata.

Para além do trabalho no restaurante, a igreja local está envolvida no atendimento aos refugiados. Uma das formas de apoio aos imigrantes tem sido oferecer-lhes aulas de finlandês. A congregação também administra há oito anos uma loja de roupas usadas, que costuma receber, em média, 100 clientes por dia.

De acordo com o pastor Hautala, como resultado desses esforços, a influência da igreja tem-se expandido na região. Além dos moradores que já foram batizados, outros têm feito cursos bíblicos por correspondência e em breve também devem tomar a decisão de seguir a Cristo.

“Se uma igreja com uma frequência média de 15 a 20 pessoas está a fazer tudo isto, o que poderá Deus fazer através de uma congregação com 150 a 200 membros que avançar pela fé e pela oração?”, desafia o pastor.

Conforme ressalta o pastor Paavo Hautala, a história da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Kuusamo está a inspirar os adventistas em toda a Finlândia, a terra do sol da meia-noite, das renas e da aurora boreal. Atualmente, o país conta com cerca de 5 mil adventistas, distribuídos por 70 igrejas, de acordo com dados do Departamento de Arquivos, Estatísticas e Pesquisa da sede mundial da denominação. 

Ad7 Notícias | Revista Adventista Brasileira