Notícias Internacionais

Os delegados presentes na sessão da Conferência Geral em San Antonio, Texas, aprovaram uma importante atualização das 28 Crenças Fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia que, entre outras coisas, sublinha a doutrina da Igreja sobre uma semana da criação recente e literal.

As declarações centrais das Crenças Fundamentais da Igreja não haviam sido alteradas desde que foram pela primeira vez adotadas em 1980, com a exceção da junção de uma crença adicional em 2005. O voto de aprovação dos delegados na terça-feira, 7 de julho, depois de dois dias de discussão, assinalou o fim de um processo de revisão que durou cinco anos.

Nenhuma das revisões muda qualquer uma das Crenças Fundamentais e muitas dessas revisões apenas modernizam e clarificam o seu texto. “Não estamos a mudar as nossas Crenças Fundamentais”, disse Ted Wilson, Presidente da Conferência Geral, “estamos simplesmente a tentar melhorá-las e torná-las mais compreensíveis”. 

O Comité de Revisão modificou 21 das 28 Crenças. Artur Stele, Vice-Presidente da Conferência Geral e Presidente do Comité de Revisão das Crenças Fundamentais, apresentou aos delegados as alterações propostas. Os delegados discutiram e aprovaram revisões no texto de 24 das Crenças na segunda-feira, 6 de julho, votando-as uma a uma. Um voto de dois terços era necessário para remeter a alteração de novo para o Comité de Revisão. Foram remetidas de novo para o Comité de Revisão, para aperfeiçoamento, as recomendações sobre quatro Crenças: a Crença sobre as Sagradas Escrituras (nº 1), sobre a Criação (nº 6), sobre o Grande Conflito (nº 8) e sobre o Ministério de Cristo no Santuário Celestial (nº 24). O Comité  de Revisão propôs aos delegados, na terça-feira, novas emendas que tomavam em conta as observações feitas no dia anterior. Sinalizando o modo descontraído como os delegados aceitaram as revisões finais, a discussão terminou 20 minutos antes da pausa para o almoço, embora estivesse previsto que ela durasse toda a manhã.

AR | Ad7 Notícias